domingo, 17 de fevereiro de 2013

O buquê


          Deu nos jornais do Rio de Janeiro. Na sexta-feira, oito de fevereiro, ao meio dia, o prefeito do município entregou ao Rei Momo as chaves da cidade, inaugurando o carnaval de 2013. No fim da tarde, em uma rua pacata do bairro de Marechal Hermes, uma mulher de meia-idade foi assassinada com cinco tiros por um homem que bateu à sua porta com um buquê de flores.
          O que tem uma coisa a ver com a outra? Talvez nada, admito. Mas, em meio à bandalheira ética que assola a pátria amada, não consigo apagar a idéia de que a presença ostensiva do poder público no carnaval é apenas mais uma oportunidade de usar pirotecnia para disfarçar a esculhambação em que se transformou nossa política. Assim como as flores suburbanas esconderam a arma de fogo, quase todo dia somos brindados com um buquê sob o qual se esconde uma maracutaia criminosa.
          Deixemos, porém, a política de lado pois um crime de morte premeditado já é desgraça suficiente, não só para a vítima, sua família e amigos, mas para qualquer um que valorize a vida. Ainda por cima, ao atrair a vítima com as flores o assassino usou de um requinte de crueldade que deveria acrescentar ainda mais tempo à sua pena, se é que um dia ele virá a ser identificado, preso e condenado. Mais uma semelhança com, bem, vocês entendem.
          Flores exercem um fascínio particular sobre as pessoas. Antecedendo de muito a era dos buquês românticos, há indícios de arranjos florais em vasos egípcios datados de vinte e cinco séculos antes da era cristã. Na Europa, desde o século XVI deixaram de ser usadas exclusivamente em poções medicinais ou na culinária e começaram a ser empregadas na decoração do trajeto de procissões religiosas, em igrejas, palácios e residências. Pouco depois, passaram a fazer parte de funerais e casamentos e, no século XVII, tornaram-se adornos pessoais. Por aí se vê que, quando Scott McKenzie cantou San Francisco (be sure to wear flowers in your hair), no Festival de Monterrey em 1967, reviveu uma tradição de mais de trezentos anos. E a canção tornou-se um hino dos hippies que migraram para a California no final dos anos sessenta, bem como dos jovens que participaram da Primavera de Praga.
          Conta-se que, a partir do século XVIII, as flores passaram a ser usadas como presentes, quando o rei Carlos Ii da Suécia trouxe da Pérsia o costume de lhes atribuir signficados particulares, a chamada “linguagem das flores” que se tornou um hábito na Inglaterra vitoriana do século XIX. Cada uma e, dentre as da mesma espécie, cada cor tem um significado, embora haja controvérsias em alguns casos. Portanto, se o estimado leitor quiser enviar flores para alguém, deve consultar as tabelas de significado, pois a destinatária pode ser versada em floriografia e uma rosa vermelha, uma tulipa ou uma orquídea talvez venham a ser mal interpretadas.
          Nota-se ainda nos jornais ou nas páginas de notícias que deram destaque ao crime, a omissão de que flores havia no arranjo. O noticiário especula sobre um romance mal resolvido e quem sabe o buquê simbolizasse uma despedida macabra. Mas também é possível que o assassino simplesmente soubesse, ou apenas imaginasse, quão irresistível seria um buquê para a infeliz vítima. Seja como for, a omissão é bem-vinda. É triste pensar que as flores do buquê da sexta-feira de carnaval pudessem, a partir daí, ser identificadas com um significado tão trágico.

Rafael Linden

13 comentários:

  1. Uma excepcional crítica digna de aplausos...
    Atualmente, infelizmente, não podemos mesmo saber ao certo o que é fará bem ou não... O certo é que a baderna é uma realidade e que autoridade incompetentes sobram nesse país...
    Tenho muito a dizer... mas você disse tudo! Parabéns... virei outras vezes conferir seu trabalho que já havia visto antes num link, mas que hoje me surpreendeu o seu tom mais crítico!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Além de dizer tudo o que sabe, sabe o que diz! Vivemos no mundo tão cheio de coisas ruins que até rosas nos causam medo!
    O Mundo está cheio de 'pessoas maravilhosas' nos passando a pena!

    Ass, Marco Antonio (obs: dá erro se colocar o nome no comentário aqui no seu blog)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marco Antonio
      Obrigado pela mensagem. De fato, essa história do buquê é emblemática.
      Quanto ao nome/URL, eu também não sei como usar, desculpe. Acho que a única opção, caso não tenha uma conta Google, é via Anônimo mesmo. Outros já tiveram o mesmo problema e resolveram assim.
      Volte sempre
      R

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Achei muito interessante essa triangulação entre buquê, violência e política. Realmente estamos cercados de buquês que nos são entregues todos os dias.

    ResponderExcluir
  4. OLÁ AMIGO RAFAEL! ESTE TEXTO É MUITO BOM. CHEGUEI ATÉ AQUI ATRAVÉS DO TEIA PORTAL DOS BLOGS. GOSTEI DO SEU BLOG E ESTOU SEGUINDO

    ABRAÇO

    CRIS
    Blog Crescimento Cristão

    Fan Page Cristãos em Construção

    Canal YOUTUBE Crescimento Cristão

    TWITER

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Estou muito contente em recebê-lo!
    Seu blog é reconhecido em N°957 BRASIL Secção em minutos!
    Para troca de serviços solicitamos que se torne seguidor do blog “Directory”.
    Seguir o nosso blog aumenta as hipóteses de divulgar o seu blog.
    Obrigada pela sua compreensão.
    A criação deste novo blog “Directory”, pretende promover a aproximação entre diferentes países, o conhecimento de novas culturas e tradições e a sua partilha entre membros!
    Diferentes paixões, moda, pintura, artesanato, culinária, fotografia, poemas e apesar de em países diferentes, encontrar pessoas com as mesmas paixões.
    Temos a sorte de estar na plataforma Blogspot o que nos permite falar para o mundo inteiro.
    Quanto mais pessoas tivermos maiores serão as possibilidades.
    Você será de alguma forma o Embaixador deste blog e do seu país.
    Deverá apresenta-lo aos seus contactos e aos seus amigos no seu blog; o sucesso deste blog depende de todos os seus membros.
    Assim, também nos vossos comentários solicitamos, que sugiram aos vossos amigos que se tornem também eles nossos seguidores.
    Eu estarei no “Directory”, venham juntar-se a mim através do vosso comentário na nossa caixa de comentários. http://world-directory-sweetmelody.blogspot.com/***
    Quer que este directório se torne importante? Ajude-me a fazê-lo crescer; preciso de si.
    O seu blo encontra-se na lista O Que O Meu Coração Diz e espero que esta lista aumente rapidamente; é por isso que preciso da sua ajuda!
    Com os melhores cumprimentos,
    Chris
    Nós pedimos que você siga o nosso blog e colocar um símbolo de sua escolha tem que conhecer o "diretório" para seus amigos para colocar no seu blog
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/09/06/12090603083012502810288938.gif
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/03/19/120319072128505749603643.gif
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/07/12/12071211040212502810092867.gif
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/03/28/120328020518505749640557.gif
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/03/15/1203150723211250289584870.png
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/09/21/12092110155912502810343002.gif

    Se você tem amigos ou tem amigos que querem agradá-lo, você pode me enviar a URL que permite que um emblema especial na lista de seu país

    ResponderExcluir
  6. Olá Rafael
    Mais um texto-delícia onde o tema mistura flores e os dissabores - uma rima que bem caracteriza nossa realidade .
    Gostaria de lhe fazer um pedido - um conto sobre as temíveis tempestades solares, nossa última assombração, além dos meteoritos de carreira.
    Como cientista sei que vc vai trazer as informações e o humor necessário.
    Abçs
    Janda P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela mensagem, Janda. Vou pensar sobre o tema, prometo.
      bas
      R

      Excluir

Seu comentário será respondido aqui mesmo neste blog.